Qual a melhor forma de consumir a spirulina?

Você provavelmente já ouviu falar na spirulina e de sua eficiência como um super alimento rico em proteínas, vitaminas e minerais. Mais do que isso, o produto é um dos mais antigos do planeta no que diz respeito à capacidade de concentrar uma enorme quantidade de nutrientes. Há registros de que até mesmo os astecas consumiam o produto em sua alimentação. Só nos últimos tempos, no entanto, que a spirulina voltou a ganhar espaço como um suplemento importante.

Atualmente, com o desenvolvimento dos suplementos, a spirulina é fornecida em diversas formas. Tabletes, flocos, pós e comprimidos são as formas mais comuns de concentrar esta micro-alga extremamente nutritiva. Em termos práticos, a concentração depende mais da procedência e da fabricação do que da forma de consumo do produto.

Mesmo assim, as diferentes maneiras de consumir a spirulina criam rotinas diferentes e influenciam na sua resiliência em manter o tratamento, por exemplo. Por isso, é importante escolher a forma mais adequada para sua rotina, e entender seus efeitos no organismo.

Confira os métodos disponíveis, e qual a melhor forma de consumir a spirulina em sua rotina:

Quais os benefícios da spirulina?

Antes de definir qual a melhor forma de consumir a spirulina com base em sua rotina, é sempre útil compreender seus efeitos sobre seu próprio corpo. Isso porque, ainda mais importante que a forma como é consumida, seus horários e dosagens em relação à alimentação padrão são extremamente importantes.

É essencial saber que a spirulina é absolutamente rica em proteínas, por exemplos. Além disso, possui altos níveis de propriedades anti-inflamatórias, e oferece um efeito energético significativo. Por isso, recomenda-se que o produto sempre seja consumido durante a manhã.

É muito comum que as pessoas tomem o suplemento de forma distribuída durante o dia e acabem tendo insônia, sem perceber os motivos para que isso ocorra.

Tabletes, pó ou comprimidos?

A forma como você irá consumir a spirulina não necessariamente influencia nos resultados químicos, mas certamente faz diferença em questões de praticidade e adaptação à sua rotina. Em geral, comprimidos e tabletes são tomados algumas vezes ao dia, enquanto o pó costuma ser ingerido em uma única dose.

Por outro lado, as versões sólidas não exigem um acompanhamento além de um copo de água ou algo do tipo. Já o pó costuma ser misturado em sucos ou chás, para que você não precise simplesmente tomar água com um exótico pó verde. Ao mesmo tempo, é interessante lembrar que o pó de spirulina pode ser combinado com diversas técnicas e receitas. Seu uso, permite, por exemplo, a integração em batidas, sucos, saladas, barras de cereal caseiras e etc.

Com sua popularização nos últimos anos, é possível encontrar uma infinidade de receitas baseadas em spirulina, atualmente, e uma pesquisa rápida deve ser suficiente para que você tenha várias ideias para a adição em sua dieta. Outra boa dica é consumir – em qualquer que seja a forma – o suplemento pela manhã junto a outras comidas ricas em nutrientes, para garantir um bom começo de dia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *